sexta-feira, 29 de maio de 2009

Fotos da decoração



Como tem um povo desesperado com as fotos da decoração, vou adiantar umas que Katita, minha decoradora sucesso, me mandou só pra matar a curiosidade dos corações inquietos...


Peço, encarecidamente, que tenham respeito e cuidado pelas fotos. Não posso controlar quem passa por aqui, mas quem for pegar as fotos, tenha muito cuidado. Não estou falando das noivas que usam as fotos para acervo e idéias, estou falando de falta de caratér. A decoração da festa foi de autoria de Kátia Najara (e as fotos também) e espero que as pessoas respeitem o trabalho alheio. Façam-me o favor.


Entrada do salão com a citação "O mundo é grande e cabe nesta janela sobre o mar/O mar é grande e cabe na cama e no colchão de amar/O amor é grandee cabe no breve espaço de beijar" de Drummond e um móbile com palavras da frase, feito por mim.



Altar com tsurus e a Baía de Todos os Santos ao fundo.



Cortejo



Lounge



Lounge geral



Geral da Festa, com cortejo ao fundo, pista e mesa de doces.



Pista, com tsurus.


Meus noivinhos lindos e a frase que foi no nosso convite, atrás da mesa de doces e bolo.



Devo lembrar que meu casamento teve como principais inspirações, a simplicidade e a delicadeza. Nada de profusão de flores: elementos mais rústicos, margaridas amarelas e tsurus 'voando' pelo salão. Fui arrojada na escolha das cores e não me arrependo. Minha mesa de doces e bolo não teve flores, tive forminhas simples, mas fofas, que harmonizaram com a decoração.

Escolhemos casar num salão em cima da Baía de Todos os Santos e, por isso, a vista e o mar foi o que mais importou.

Baía de Todos os Santos - Salvador/Bahia



Fizemos as escolhas certas, a Natureza me deu um dia lindo, depois de uma semana de chuvas torrenciais em Salvador e todos ganhamos com essa vista aí, no pôr-do sol.

Algumas fotos!


Nós, no nosso casamento azul e amarelo.
[foto de uma delicadeza absurda, pelo amor...]


A Hora do desespero XVI - A volta dos que não foram.


Festa bombando e o guarda-chuva sucesso da Bahia




Meu CD com TODAS as trintaeummilquinhentasenoventaecinco fotos já está a caminho e o bicho vai pegar. Essa eu recebi de souvenir, da minha queridíssima Carol, só para eu já ir me divertindo.

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Update



MAIS FOTOS: http://www.flickr.com/photos/carolinapires

Só vi, sei lá... 0,245% (hahaha) das fotos e já tô no TERROR de pensar na escolha para o álbum...


terça-feira, 19 de maio de 2009

hello


Antes que eu seja a primeira experiência de linchamento à distância, tem AQUI algumas fotos do making of.

Eu também estou louca para ver minhas fotos, viu gente??

E mesmo quando deu errado, deu tudo certo e foi lindo nosso casamento azul e amarelo, cheio de margaridas e tsurus, com dia de céu limpo e pôr do sol...

um beijo e semana que vem, volto contando mais detalhes.


Vou ali aproveitar minhas mini férias!

quinta-feira, 7 de maio de 2009

O ano que eu não tive aniversário.


Eu adoro fazer anivérsario. Ainda que fosse um café da manhã, só com minha família, sempre foi uma festa. Eu não gosto de quem não gosta de comemorar aniversário. É o seu nascimento - ou re-nascimento, a cada ano que passa - , nascimento de relações complexas, importantes: nasce um filho, um irmão, um neto, um sobrinho, um afilhado, um futuro amigo. Nascem tantas coisas junto com aquele ser humano que, pra mim, é impossível não comemorar.

Meus anivérsários de criança sempre foram super comemorados, sempre com festinhas em casa, que eram preparadas durante semaaaanas, culminando com a preparação do bolo na noite anterior - que era devidamente escondido e surpresa!!! na hora de ver a mesa do bolo pronta, com os docinhos e os balões. Era semana de juntar a família pequena que nós temos e também a agregada: amigas, filhas das amigas, primas, a mulherada toda ajudando. Às vezes passávamos meses sem nos ver, mas perto do aniversário de alguém (o meu, no caso), todo mundo se falava e o mutirão estava armado.

Apenas uma vez passou pela minha cabeça não comemorar o meu anivérsario, mas fui demovida da idéia por meu marido, que preparou uma festinha super legal e no fim, eu fiquei feliz de ter alguém do meu lado que teve a iniciativa de não deixar eu me levar por qualquer bobagem e me arrepender depois.

Faltam 2 dias para o meu aniversário. E confesso que quase me esqueci disso esse ano. Não houve contagem regressiva de último mês, nem me lembrei do meu inferno astral - e ele veio mesmo assim - nem pensei ainda que domingo eu farei 26 anos. Mas não foi por ódio, drama ou outra coisa ruim.

Não pensei em nada porque domingo será o nosso casamento e todas as minhas energias estão há 1 ano e 8 meses voltadas para isso. Às vezes mais, outras menos, mas sempre ali, presentes, a expectativa e a vontade de que chegasse logo. E o engraçado é que mesmo não sendo uma festa de aniversário, toda aquela sensação de surpresa e o que será que vai acontecer, está aí. Os velhos amigos, a família, os amigos que ajudam na trabalheira, os que ajudam na diversão, vai ter bolo surpresa também, que só verei na hora. Também será uma celebração à vida; à nossa vida comum, minha e de Henrique. Uma celebração ao nascimento da nossa família, da vida nova que construimos juntos a cada dia. E lá estarão todos que puderam estar, e aqueles que não puderam, estarão de alguma forma.

Tenho medo de ser diferente do que imagino, não quero chorar na cerimônia, quero prestar atenção a cada minutinho e aproveitar tudo no maior aniversário que já tive. Acho que só vai faltar balão e Parabéns. Ou melhor, vai não. ;)