sexta-feira, 29 de maio de 2009

Fotos da decoração



Como tem um povo desesperado com as fotos da decoração, vou adiantar umas que Katita, minha decoradora sucesso, me mandou só pra matar a curiosidade dos corações inquietos...


Peço, encarecidamente, que tenham respeito e cuidado pelas fotos. Não posso controlar quem passa por aqui, mas quem for pegar as fotos, tenha muito cuidado. Não estou falando das noivas que usam as fotos para acervo e idéias, estou falando de falta de caratér. A decoração da festa foi de autoria de Kátia Najara (e as fotos também) e espero que as pessoas respeitem o trabalho alheio. Façam-me o favor.


Entrada do salão com a citação "O mundo é grande e cabe nesta janela sobre o mar/O mar é grande e cabe na cama e no colchão de amar/O amor é grandee cabe no breve espaço de beijar" de Drummond e um móbile com palavras da frase, feito por mim.



Altar com tsurus e a Baía de Todos os Santos ao fundo.



Cortejo



Lounge



Lounge geral



Geral da Festa, com cortejo ao fundo, pista e mesa de doces.



Pista, com tsurus.


Meus noivinhos lindos e a frase que foi no nosso convite, atrás da mesa de doces e bolo.



Devo lembrar que meu casamento teve como principais inspirações, a simplicidade e a delicadeza. Nada de profusão de flores: elementos mais rústicos, margaridas amarelas e tsurus 'voando' pelo salão. Fui arrojada na escolha das cores e não me arrependo. Minha mesa de doces e bolo não teve flores, tive forminhas simples, mas fofas, que harmonizaram com a decoração.

Escolhemos casar num salão em cima da Baía de Todos os Santos e, por isso, a vista e o mar foi o que mais importou.

Baía de Todos os Santos - Salvador/Bahia



Fizemos as escolhas certas, a Natureza me deu um dia lindo, depois de uma semana de chuvas torrenciais em Salvador e todos ganhamos com essa vista aí, no pôr-do sol.

Algumas fotos!


Nós, no nosso casamento azul e amarelo.
[foto de uma delicadeza absurda, pelo amor...]


A Hora do desespero XVI - A volta dos que não foram.


Festa bombando e o guarda-chuva sucesso da Bahia




Meu CD com TODAS as trintaeummilquinhentasenoventaecinco fotos já está a caminho e o bicho vai pegar. Essa eu recebi de souvenir, da minha queridíssima Carol, só para eu já ir me divertindo.

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Update



MAIS FOTOS: http://www.flickr.com/photos/carolinapires

Só vi, sei lá... 0,245% (hahaha) das fotos e já tô no TERROR de pensar na escolha para o álbum...


terça-feira, 19 de maio de 2009

hello


Antes que eu seja a primeira experiência de linchamento à distância, tem AQUI algumas fotos do making of.

Eu também estou louca para ver minhas fotos, viu gente??

E mesmo quando deu errado, deu tudo certo e foi lindo nosso casamento azul e amarelo, cheio de margaridas e tsurus, com dia de céu limpo e pôr do sol...

um beijo e semana que vem, volto contando mais detalhes.


Vou ali aproveitar minhas mini férias!

quinta-feira, 7 de maio de 2009

O ano que eu não tive aniversário.


Eu adoro fazer anivérsario. Ainda que fosse um café da manhã, só com minha família, sempre foi uma festa. Eu não gosto de quem não gosta de comemorar aniversário. É o seu nascimento - ou re-nascimento, a cada ano que passa - , nascimento de relações complexas, importantes: nasce um filho, um irmão, um neto, um sobrinho, um afilhado, um futuro amigo. Nascem tantas coisas junto com aquele ser humano que, pra mim, é impossível não comemorar.

Meus anivérsários de criança sempre foram super comemorados, sempre com festinhas em casa, que eram preparadas durante semaaaanas, culminando com a preparação do bolo na noite anterior - que era devidamente escondido e surpresa!!! na hora de ver a mesa do bolo pronta, com os docinhos e os balões. Era semana de juntar a família pequena que nós temos e também a agregada: amigas, filhas das amigas, primas, a mulherada toda ajudando. Às vezes passávamos meses sem nos ver, mas perto do aniversário de alguém (o meu, no caso), todo mundo se falava e o mutirão estava armado.

Apenas uma vez passou pela minha cabeça não comemorar o meu anivérsario, mas fui demovida da idéia por meu marido, que preparou uma festinha super legal e no fim, eu fiquei feliz de ter alguém do meu lado que teve a iniciativa de não deixar eu me levar por qualquer bobagem e me arrepender depois.

Faltam 2 dias para o meu aniversário. E confesso que quase me esqueci disso esse ano. Não houve contagem regressiva de último mês, nem me lembrei do meu inferno astral - e ele veio mesmo assim - nem pensei ainda que domingo eu farei 26 anos. Mas não foi por ódio, drama ou outra coisa ruim.

Não pensei em nada porque domingo será o nosso casamento e todas as minhas energias estão há 1 ano e 8 meses voltadas para isso. Às vezes mais, outras menos, mas sempre ali, presentes, a expectativa e a vontade de que chegasse logo. E o engraçado é que mesmo não sendo uma festa de aniversário, toda aquela sensação de surpresa e o que será que vai acontecer, está aí. Os velhos amigos, a família, os amigos que ajudam na trabalheira, os que ajudam na diversão, vai ter bolo surpresa também, que só verei na hora. Também será uma celebração à vida; à nossa vida comum, minha e de Henrique. Uma celebração ao nascimento da nossa família, da vida nova que construimos juntos a cada dia. E lá estarão todos que puderam estar, e aqueles que não puderam, estarão de alguma forma.

Tenho medo de ser diferente do que imagino, não quero chorar na cerimônia, quero prestar atenção a cada minutinho e aproveitar tudo no maior aniversário que já tive. Acho que só vai faltar balão e Parabéns. Ou melhor, vai não. ;)

quinta-feira, 30 de abril de 2009

Troca



Eu só trocaria minha sandália do Casório, linda e desejada, por essa aí de baixo.


por Max Wanger Photography

O que é esse coração, pelo amor de Deeeeus?!

***

Volto mais tarde, com notícias e check list.

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Faltam 17 dias

No meu contador tem dizendo que faltam 19 dias. Mentira. Quem me dera ganhar mais 2 dias assim, de bandeja.

Tudo parece arrumado, mas definitivamente só está arrumado no dia, na hora que a coisa começa. Eu não consigo achar que está tudo certinho, nem a pau. Quase todos os fornecedores já estão pagos e os que ainda não foram, serão devidamente quitados essa semana. Aliás, essa semana é nosso dead line. Tudo tem que estar arrumadinho e certinho até domingo, senão eu terei um colapso.

Chego em Salvador na semana do Casório e vou ter que entregar coisas para o buffet, decoradora e assessora, ir no banco pagar o ECAD, finalizar as lembrancinhas, distribuir as roupas dos pajens, fazer unha, depilação, sobrancelha, preparar o cabelo para domingo de manhã - acho que vou ter que dormir de bob na véspera - e, se der tempo: dormir, tomar banho, comer e respirar um pouquinho.


quinta-feira, 9 de abril de 2009

Bodas de Flores



Procurando qual o nome das Bodas de 4 anos, achei duas opções: Flores e Frutas e Flores, Frutas e Cera. Como eu não gostei da segunda opção - nem da primeira, na verdade - escolhi a minha: Bodas de Flores.

Hoje, fazemos Bodas de Flores, 4 anos de casamento, há um mês do nosso grande casório oficial. Há um ano atrás eu fiz um post sobre as nossas Bodas de Couro e posso dizer que nesse último ano muitas coisas importantes aconteceram e o que parecia impossível, aconteceu: foi sim melhor do que o ano anterior. O que me faz acreditar que pedir as coisas para o universo funcionam mesmo, já que esse ano foi fatídico para nós, positivamente.

Mudamos de cidade, os amigos, a família, coisas que estávamos mais do que acostumados a fazer ficaram longe. Nos jogamos num empreendimento de longo prazo, que é proporcionar à nossa família experiências enriquecedoras, novas possibilidades, nem sempre fáceis, mas que no fim sejam sempre boas para os dois. E está dando certo. Estamos amando morar aqui em Sampa, vivemos muita coisa legal nesses 5 meses, estamos fazendo novos amigos, criando - ou melhor, ampliando nossas raízes. E é extraordinariamente bom, especial e lindo poder fazer isso ao lado de Henrique, pessoa que me faz sentir amada e sabendo que eu nunca estarei só.

Hoje é o nosso Ano Novo, um que será marcado por tantos acontecimentos importantes, pro resto de nossas vidas. Aliás, eu arriscaria dizer que ele, Henrique, é acontecimento mais importante da minha vida até agora. E hoje, eu só posso agradecer por ter tido os meus pedidos realizados em mais um ano.

Ah, e claro, ter a certeza que brincar com um paninho branco pendurado na cabeça me fazendo de noiva, deve ter amolecido o coração de Santo Antônio, reservando pra mim um marido tão meu número.

terça-feira, 31 de março de 2009

Meu sapato escândalo.




Não sou mais uma noiva descalça!

Depois do vestido maravilhoso, o sapato também chegou! Do jeito que eu queria: peep toe, de cetim, vermelho e com um laço na frente. Olha que nem precisava ser esse laço Channel escâââândalo... Mas já que veio, foi muitíssimo bem acolhido! :)

Ele só tem o "senão" de ser mais baixo do que eu gostaria; que no fim, não é beeeeeem um senão, por causa do conforto que vai me proporcionar. Ou seja: tá massa!

Ai ai... nem tiro ele do pé aqui em casa!



sábado, 28 de março de 2009

Mudei foi tudo!



Mudei o vestido todo! E estou radiante. Ficou lindo, modestia à parte e inacreditalvelmente diferente, já que a saia é a mesma, o tecido é o mesmo e nem parece. Teoricamente, só o decote mudou, mas é outro vestido. E o decote, ah, o decote. Me rendi ao meu sonho eterno de casar de tomara que caia e assumir meus braços de baiana de acarajé.

Por causa da minha insegurança com relação ao meu peso, ao meu corpo, achei que esconder seria uma solução tão óbvia quanto eficaz. O óbvio, até vá lá, mas não eficaz, nem um pouco. Foi péssimo, me deixou ainda mais insegura e, quem diria, que mostrar ia me deixar feliz, bonita e segura. As noivas acima do peso sofrem com os mil fantasmas do branco engordar, de mostrar os braços, o colo, se enchem de mangas, de tecido, mas nem sempre é melhor solução. Certo que para algumas fica muito bonito uma manga de renda, um vestido mais fechado. Não foi o meu caso, como não deve ser o de muitas outras, mas terminamos nos rendendo ao medo.

Nesse ponto, foi tão bom ter alguém ao meu lado que me desse força para arriscar. Aliás, mais do que força, possibilidade. As meninas do Atelier Sob Medida , Alyny e Claudinha foram incríveis, toparam refazer o vestido, sem nem piscar e a modelista Mazé (minha xará) fez isso em menos de uma semana, lindamente. Me deixaram à vontade e me fizeram uma noiva feliz. As meninas são uns amores, super divertidas e profissionais impecáveis. Eu serei sempre grata e muito feliz em saber que terei um pedaço delas tão importante no dia do Casório, junto comigo. Eu não queria tirar o vestido, queria sair pela rua com ele, só digo isso.

Não quero nem pensar no dia, eu toda montada, cheia de cabelo, maquiagem, grinalda, véu, sapato e vestido. Jesuis!

quinta-feira, 26 de março de 2009

Ói eu!

People, estou sem muitas novidade, por hora.

A entrega dos convites foi uma insanidade! Achei que mandar pelo correio era super simples, mas que nada! É gente que não manda endereço, etiqueta que não imprime, convite de um que vai no envelope do outro... uai cristo! No fim, só tenho o derradeiro convite que postarei amanhã. Ah, é, eu só tenho um né, porque meu digníssimo marido, não entregou metade dos dele. E eu tive que brigar, e botar os poucos já prontos no correio. Ele acha que tá em tempo ainda.... Pessoa tranquila, viu? Tô pra ver.

Ah, outra coisa: decidi que estou em dúvida com o vestido. Fiquei numa dúvida, morrendo de vergonha de dizer que eu tava na dúvida, mas disse. A dúvida é só em relação à parte de cima, que minha querida estilista já resolveu pra mim: fez uma parte de cima nova e amanhã irei lá provar as duas com a saia pra ver o que faço.

Continuo à caça incessante do meu sapato, que parece impossível de ser encontrado, mas só parece e eu hei de encontrá-lo. Não achei que fosse tão complicado achar uma sandália peep toe (aquela com a pontinha aberta) de cetim vermelho, enfim... Vi até uma de cetim de oncinha liiiinda na Mr. Cat, mas ainda não desisti de casar com meu sapatinho de Dorothy. Quem vir, aqui por São Paulo please, me avise!!

Ah! JOYCE, QUE DEIXOU RECADINHO NO OUTRO POST, não sei se é ignorância tecnológica minha ou se é assim mesmo, fato esse que eu não consegui acessar seu email aqui pelo blogspot! Da próxima vez , deixe seu o email no corpo da mensagem, ou então manda aqui pro chadecasamento@gmail.com. Pra adiantar seu lado, o casamento da gente será no Trapiche Adelaide - http://www.trapicheeventos.com.br/ . Mas eu fui a quase todos, senão todos, os espaços que tinham vista mar em Salvador, se você quiser posso te passar.

Aliás, pra quem não tiver blog e não for um contato conhecido, deixe sempre o email no corpo da mensagem quando precisar de alguma informação!

terça-feira, 17 de março de 2009

Alvoroço

Meninas, que alvoroço por causa desse convite!! haha Também, eu fiz a maior propaganda, né?

Mas ó, infelizmente vocês vão ter que ficar na curiosidade... Eu não tenho coragem de colocar a foto do meu convite aqui no blog, porque fica tudo muito exposto. O que mais tem é doido e eu morro de medo de um(a) maluquete pescar o blog e surrupiar meu convite e minha ilustração. Fora que tem um monte de gente que vai ao casamento que lê o blog e eu não quero prejudicar a surpresa.

Inclusive, eles estão me dando o maior trabalhão, porque como vão pelo correio, eu vou ter que (re)envelopar tooooodos, etiquetar com os endereços - nossos e do convidado - e mandar pelo correio. Assim vou acabar decorando o endereço de todos os convidados....

E lá vamos para os proximos 52 diaaaas!

quarta-feira, 11 de março de 2009

Convites




Meus convites chegaram hoje. E são a coisa MAIS LINDA DO MUNDO.


Sério, acho que eu vou dormir agarrada com eles. Chegaram numa caixa escândalo de linda, com laço de fita com strass e tudo. E a cada hora que eu abria um pacotinho, uma surpresa, um capricho, uma detalhezinho fofo e cuidadoso. O ápice foi quando eu abri um pacote dos convites e finalmente vi a fita de organza, amarela, linda, com um lacinho perfeito. E tudo lá: minha listras, meu floral, meus poás, minha ilustração, juntos, em harmonia. Por pouco eu não chorei, juro.

Mais uma vez, milhões de boas recomendações às meninas da Maria Chiquinha, Andressa e Aline, que são uns amores, disponíveis e tem um trabalho impecável. Não cansarei de indicá-las!!

Hoje eu sou uma noiva muito, mas muito feliz.


Vestido e casamento

Semana passada cheia, galera!!!


A prova do vestido me deixou muito tensa na quinta, mas no fim eu gostei. Fiquei meio chocada com o branco... é muito branco, meu povo!!!! Me senti por alguns minutos a mulher do abominável homem das neves, mas depois passou. O vestido já está quase pronto, deu pra ter uma idéia bem próxima do que será e, depois de todos os ajustes prontos - detalhes que devem fazer uma diferença danada - acho que vai ficar no ponto!! O que eu mais gostei mesmo foi de botar o véu. AMEI o véu, minha gente!!! Ele é longo, mas não loooongo. Termina junto com o vestido; é murchinho, mas ficou tão fofo! Achei que podia carregar o visual mas, ao contrário, deu uma suavizada, naquele mundaréu de branco.


Na sexta foi nosso casamento civil. Foi muito legal e surpreendente!!! Nosso juiz foi lindo, botamos nele o apelido de "juiz do amor". Nos disse coisas lindas, nos fez tirar as alianças e fazer os votos - ali, na hora, direto do coração! Ficamos muito emocionados e eu, depois que saímos, foi que dasatei a chorar. Pra um momento que esperava ser totalmente burocrático, surpresa!
Meu primeiro casamento foi lindo; que venha o segundo!


segunda-feira, 2 de março de 2009

Semana Cheia

Ui, que essa semana vai ser correria!

Prova dos convites, na quinta prova do meu vestido e sexta casamento civil! Ih, é, esqueci de contar. Em Salvador não rola casamento em diligência - aquele que o juiz vai ao local do casamento - a não ser que você tenha algum esquema, algum conhecido muito influente. Não é o nosso caso. Também não queria que fosse um padre, porque não queríamos que fosse algo religioso; ainda mais da Igreja Brasileira que é uma Igreja que eu nem conheço, não tenho nenhuma relação; fora de cogitação. Decidimos que minha irmã celebrará o casamento, simbolicamente, mas com todo o protocolo e casaríamos rapidinho no civil na semana seguinte ao casamento, que estaríamos em Salvador.

Resumo: Se já é impossível se marcar um casamento civil em Salvador na data que se quer, em maio e ainda tendo que transferir o negócio daqui para lá, impensável. Não conseguiríamos. Como aqui em Sampa é tudo infinitamente mais fácil, fomos no cartório pertinho aqui de casa, demos entrada e sexta dia 06/03/09, 3 semanas depois, enfim seremos um casal perante a justiça. É fato que corremos também porque queríamos aproveitar minha prima e um grande amigo - muitíssimo queridos os dois - que estarão aqui em casa para serem nossos padrinhos do civil. E... é isso.

E vai ser mais uma desculpa para comemorar! É bom assim, a comemoração começa 2 meses antes!!

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

90 dias

Gente, 3 meses para o casamento... pára com isso.

Tô correndo pra resolver o resto todo que ainda falta, principalmente, decoração e dj e o sapato novo - eu já tenho um sapato (aqui) mas quero trocar por um mais alto para cerimônia. Com a mudança aqui pra Sampa, ficou tudo meio de lado durante uns 3 , 4 meses. Agora é só correria e ansiedade. Engraçado que eu não tenho pesadelos com o casamento. Tirando o único pesadelo que tive até hoje - que eu chegava no espaço para me arrumar e tava tendo um velório; e pior: de gente conhecida! ui - eu sempre sonho com o casamento dando certo. Nunca é exatamente como será, são lugares diferentes, vestidos diferentes, às vezes numa Igreja, rola um estresse ou outro, mas tudo normal. Ainda bem! =D


, obrigada pelo selinho! Tentei postar a foto aqui, mas não consegui... :(

update: ganhei um Lemonade Award da Maricota!! Amei querida, muito obrigada! Não estou conseguindo postar fotos aqui hoje, que coisa...

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Convites

Foto: http://mariachiquinhaoficial.blogspot.com/


Hoje, enfim, acertei tudo com Aline, parceira da Andressa da Maria Chiquinha e não vejo a HORA de ter meus convites L.I.N.D.O.S na mão! Faltam 94 dias e tantas coisas para resolver... Terei que enviá-los no início de março, já que estamos longe, vão pelo correio e o Casório é no domingo. Quero que todo mundo se programe com tranquilidade e, aos poucos, eu tenha uma noção de quantas pessoas pretendem ir, já que em Salvador NÃO EXISTE R.S.V.P. ... A idéia é distribuir convites individuais, botar lista na porta, ameaçar o povo (mentira, gente... haha) e rezar pra os convidados serem educados.

Acho que o convite e o vestido, até agora, foram os ítens que mais me empolgaram e que me dão a sensação de que vai acontecer mesmo. Ai que nervoso!


terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Beleza






Confesso: quando vi há poucos minutos atrás fotos dessa noiva no Casando Idéias me emocionei. Pelas fotos lindas, pela noiva maravilhosa, pelo vestido lindo, pelo ar de amor total que ultrapassa as fotos. Mas principalmente por ser uma mulher curvilínea, bochechuda e igualmente linda por isso. Não, pra mim ela não é gorda; mas está longe de ser magra.





Eu já tive dificuldades de me imaginar linda no meu vestido de noiva, justamente porque sou fora do padrão longilíneo que impera na moda e, conseqüentemente, nos vestidos de noiva. Algumas lojas sequer tem tamanhos maiores que 48, quando tem. Decidi por fazê-lo e, ainda sim, achar fotos de modelos que nos favoreçam é difícil. Além dos "bons e velhos" truques para "emagrecer" e "disfarçar": barbatanas, mangas, rendas, cortes... afe. Eu não gosto de mangas compridas, não gosto de barbatanas e não tenho dúvidas que meu vestido será lindo e eu me sentirei muito bem sem todas essas coisas. O importante é ver o cai bem no próprio corpo. Não adianta eu querer um corte sereia. Acho lindo, mas entre "achar lindo" e "ficar lindo em mim"...



Pra mim, essa noiva acertou em tudo, inspiração da cabeça aos pés: linda, linda, linda.




Charme total.



Casamento Indiano




A gente - ocidentais, latinos, brasileiros - já sabe o turbilhão de assuntos que inundará nossas vidas quando uma novela das 8 temática entra no ar. Mesmo levando em consideração que é uma obra ficcional e, ainda que haja algum esforço, nem todas as informações que chegam à nós procedem, é uma ótima oportunidade de abrir os olhos, os ouvidos e a cabeça para o diferente. Conseguir se colocar no lugar do outro é imprescindível para uma vida feliz,para um casamento feliz. Olhemos então para esse novo mundo com olhos de criança curiosa e vejamos o belo e o estranho como lados que existem também em nós - ocidentais, latinos, brasileiros...

Essa é uma tradução livre do sânscrito do juramento que é feito pelo noivos, enquanto eles dão os 7 passos em direção ao casamento, em um dos momentos da cerimônia:

Todos os prazeres e a dor, dividirá comigo, seja aonde for, lá estarei.
Dou esse primeiro passo com você.

Eu protegerei nossa família, com nosso amor, que amo com meu coração pleno.
Dou esse segundo passo com você.

Lavaremos nossas mentes, limpas da poeira na água da sabedoria, que conhecemos e confiamos juntos.
Dou esse terceiro passo com você.

Aproveitaremos nossa alegria e trabalho, reduzindo o sofrimento alheio.
Dou esse quarto passo com você.

Que eu quero seus quereres e permanecerei sempre fiel.
Dou esse quinto passo com você.

Que viveremos com nossos meios e saúde espiritual.
Dou esse sexto passo com você.

Que, com esse fogo por testemunha, você estará comigo até a morte,
Dou esse sétimo passo com você.


Não é muito diferente do que cada um de nós deseja, é?

sábado, 31 de janeiro de 2009

Selo


REGRAS
Os indicados devem cumprir algumas regras para que receber a prêmio.São elas:
1- Exibir a imagem do selo “Olha Que Blog Maneiro”;
2- Postar o link do blog que te indicou;
3- Indicar 10 blogs de sua preferência;
4- Avise seus indicados.
5-Publicar as regras;
6- Conferir se os blogs indicados repassaram o selo e as regras;
7- Enviar sua foto ou de um(a) amigo(a) para olhaquemaneiro@gmail.com juntamente com os 10 links dos blogs indicados para verificação.Caso os blogs tenham repassado o selo e as regras corretamente, dentro de alguns dias você receberá uma caricatura em P&B;
8- Só valerá se todas as regras acima forem seguidas.


Meninas que me indicaram, , Mariane, Isa, Mari Bicalho, Carol e Carol Malvar pelo Dardos muito obrigada!!! Fiquei muitíssimo feliz. Eu não vou indicar ninguém, primeiro porque todas já foi indicadas e também porque eu vi todas as mensagens muito em cima da hora - falta 1 hora para acabar dia 31... Portanto, selinho postado para que todas que me indicaram possam ganhar certinho sua caricatura!

beijocas

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

AmericanWay

foto: Eleise Theuer por The Bride's Cafe

Eu acho lindo todas as madrinhas de preto! Essa foto é a prova que todas as cores são possíveis - e que os americanos são mestres nisso.

Eu já fui uma madrinha de preto - com a devida autorização da noiva - e não me arrependo.

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

40 dias


É o tempo que eu vou esperar para fazer a primeira prova do meu vestido de noiva (!!!!). Alyny, minha estilista, perguntou se eu era muito ansiosa. Sou. Mas não para o vestido de noiva. Fiquei super emocionada sim, pela primeira vez que pensei no vestido, mas ansiosa por ele não.

Alyny já vai deixar o vestido pronto - não com os acabamentos ainda - para eu ver como fica. Segundo ela, assim que é bom: a gente vê a coisa pronta e daí muda o que tiver que ser mudado. Achei ótimo, porque você vê o vestido mesmo, no seu corpo e pode sentir se ficou bom, se ficou ruim, se ficou melhor do que esperava.

Mas imaginem só que ela me disse que provavelmente fique pronto antes: ela que não aguenta e faz o vestido do povo rapidinho; depois liga de surpresa e diz que já pode ir lá provar. Já pensou uma noiva louca de ansiedade? Infarta...

Agora vou ter que ir atrás do sapato. Quer dizer, do novo sapato. Porque eu já tinha um sapato, mas era para quando o casamento ia ser na grama. Ele é lindo, podem ver aqui, mas eu tô começando a achar que os moldes do casamento e do vestido 'chamam' um sapato mais delicado e mais alto também. Tô procurando e o máximo que vai acontecer se eu não encontrar, é mandar forrar um meu, que cairá como uma luva.

Ah! Achei os tais mini alfajores Punta Ballena - que Henrique faz tanta questão - no Sam's Club e em uma loja da internet, a Iguarias e Afins. Ia comprar logo no Sam's (achei mais garantido), mas a validade não dava. Vamos deixar para comprar mais perto, espero que tenha ainda lá. Comi um ontem com outros olhos e realmente os bichinhos são bons mesmo e mais barato que muito bem casado por aí. Se der certo, terei que fazer um exército de 80 caixinhas para embalá-los e fazerem as vezes de lembrancinha e tá muito bom.

quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Michelle Obama

Acompanhei fervorosa e emocionadamente a posse de Barack ontem, repetindo internamente o quanto eu agradeço por poder ver esse fato histórico acontecer.

E hoje, ao chegar no portal do Terra dou de cara com essa foto de Michelle, belíssima no baile de gala:


foto: www.terra.com.br

Como não poderia deixar minha referência do momento: dava um belo vestido de noiva, não dava??

Mais fotos (e melhores) do vestido e do fofo Primeiro Casal aqui e aqui .

Selo Dardos


O Prêmio Dardos


Esse prêmio é dado aos blogueiros que transmitem valores culturais, éticos, literários, pessoais, etc. Que, em soma, demonstram sua criatividade através do pensamento vivo que está, e permanece intacto entre suas letras, entre suas palavras. Esses selos foram criados com a intenção de promover a confraternização entre os blogueiros, uma forma de demonstrar carinho e reconhecimento por um trabalho que agregue valor à Web.


Ao aceitar o selo do Prêmio, é necessário seguir as seguintes regras:

1. exibir a imagem do selo

2. apontar o blog pelo qual recebeu o prêmio

3. escolher quinze (15) outros blogs a quem deve oferecer o “Prêmio Dardos”.

Ganhei o Selo Dardos da Mari Bicalho do My WAy e fiquei muitíssimo feliz! Obrigada Mari!

Infelizmente eu não vou conseguir indicar 15 pessoas, porque muitos que eu indicaria, já foram indicados, então eu vou indicar 2 que eu gosto muitíssimo e que agregam muito valor e idéias criativas à minha vida:

Rainhas do Lar da Katita e Fabi

Noivas Neuró
ticas da Carol Lima

Espero que gostem meninas!



terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Vestido e convites

eu não sei de onde tirei essa foto! =(

Novidade: decidi o vestido e vou fazer com a Alyny! Me senti super segura, sei que ela captou com perfeição o que eu quero no meu vestido e ela é uma fofura de pessoa!

Conversei com Henrique e ele acha que se eu gostei, é o preço da minha tranquilidade, mesmo que seja um pouco mais do que nós pretendíamos pagar.

Ui! Me deu uma emoção isso!!

A outra novidade é que eu fechei meus convites com a Andressa Amaral, da Maria Chiquinha! A Andressa já faria umas coisinhas para mim e agora eu resolvi fazer tudinho com ela! Estou mega feliz!

Agora falta decidir uma coisas e a decoração que é o que mais me estressa nesse momento!

domingo, 18 de janeiro de 2009

O branquinho báááásico


Fui decidir o vestido essa semana! Eu sempre tão preocupada com o sapato, terminei deixando o vestido para resolver pouco mais de 3 meses antes.

Como eu não conheço nadinha aqui em São Paulo, fui pescando indicações de confiança e cheguei a 3 nomes. Nem fui em loja de noiva, porque eu queria que meu vestido fosse confeccionado para mim, prefiro assim. Não gosto dessa coisa de alugar vestido, nem que seja primeiro aluguel... sei lá, não gosto. Para isso, eu precisava de estilistas/costureiras que fossem boas, mas com preços acessíveis.

A primeira indicação que eu recebi foi de Carmem Sylvia, pela Fernanda Floret.

D. Carmem é uma senhora elegantérrima, que costura há 40 anos e já fez mais de 5 mil vestidos. O ateliê dela funciona hoje na casa onde ela morou e criou os 7 filhos, na Vila Nova Conceição. Uma fofa, me recebeu super bem, conversamos sobre o modelo do meu vestido - que eu já levei em fotos. E o melhor: preço justíssimo. Me perguntou quanto eu podia ou pretendia pagar, eu disse e assim foi. O tecido está incluído no preço e isso é ótimo para as noivas que não tem muito tempo (ou saco) de ir atrás do tecido e tal. Apesar de tudo ter corrido muito bem, não me senti muito à vontade; ela lembra muito minha Vó e a sensação que tive quando eu saí de lá, é que talvez eu ficasse constrangida em mudar alguma coisa se eu quisesse, por que eu jamais conseguiria dizer um "ai" - que dirá um "não gostei" - para minha Vó. Mas eu indico ela demais! É um amor e acho uma ótima escolha para noivas mais clássicas. Uma das filhas dela por sinal (que também se chama Carmem) trabalha junto com ela e faz os vestidos de mães e madrinhas.

A outra, Florinda, me foi indicada por Carol Reis, do Clube das Noivas.

D. Florinda levou um susto quando eu disse, por telefone, que o casamento era em maio. haha! Me disse inclusive que não sabia se daria tempo. Eu expliquei que era um vestido simplérrimo, para um casamento num domingo de manhã. Sendo assim, ela aceitou me receber na casa dela. Também muito simpática, mostrei novamente o vestido ela concordou que de fato é um modelo simples. Conversamos, ela me explicou sobre o corte, deu sugestões, foi uma ótima conversa. Diferente de D. Carmem, ela não fornece o tecido, mas acompanha a noiva na compra. Isso já contou pontos negativos, pelo menos no meu caso, que tenho zero
saco para lojas de tecido. Além disso, esse fato encareceu uns 25% no valor final do vestido, em relação ao primeiro orçamento. Ela me indicou até algumas lojas de aluguel, se eu quisesse procurar alguma coisa parecida com o modelo que quero. Resumo: foi muito simpática e solícita, gostei dela, mas ainda não era exatamente o que eu queria, ainda num estilo mais clássico.

A última - que, na verdade, foi a primeira que eu visitei - foi Alyny Melari, que ninguém me indicou. haha Descobri Alyny no blog da Georgia Nog e terminei chegando no blog da própria Alyny. Amei as coisas que vi no blog dela e decidi ligar para marcar uma visita.

Já pelo telefone, Alyny foi super simpática e animada. No dia seguinte lá estava eu no Atelier fofíssimo da Alyny. Fiquei encantada com os vestido que estavam lá!: coloridos, com cortes arrojados e com apliques de flores liiiindos! Fiquei aguardando um pouquinho, até Alyny terminar uma prova e logo em seguida sentamos e conversamos. Além de linda, ela é um amor e super objetiva. Adorou o vestido, me mostrou opções de tecido e sugeriu um deles para o caimento que eu quero: leve, molinho, mas pesado ao mesmo tempo. Ela também fornece o tecido e, se eu quiser, o véu. Resultado: adorei! Tivemos uma empatia enorme. O único senão foi o preço. Longe de ser caro - não é mesmo para o trabalho lindo que ela faz - foi um pouquinho acima do que eu posso pagar. Ela dá várias opções de pagamento, incluindo o véu, mas mesmo com um bom desconto à vista, ainda apertou o orçamento. E apertou mais ainda o meu coração, porque eu amei demais. Me senti super à vontade e pela primeira vez fiquei me sentindo noiva de verdade, uma emoção... Que loucura essa coisa do vestido!

Resumo da ópera: crise no front! Amanhã vou resolver isso e me virar em $$$. Mas pelo menos estou me sentindo segura e feliz, porque a solução para o vestido querido já consegui. Agora só falta a solução do dinheiro. haha

O legal disso tudo é que são 3 opções excelentes (com preços relativamente acessíveis) para as noivas de São Paulo que quiserem fazer vestidos diferentes, ao invés de alugar ou fazer primeiro aluguel. Quem quiser os telefones de D. Florinda e D. Carmem, deixa um recadinho que passo, ok?


sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Caixas, caixinhas e caixotas

Eu sou aficcionada por caixas de todos os tipos! Acho até as mais simplezinhas lindas e costumo guardar todas que chegam às minhas mãos. Essa selação aí embaixo eu tirei do site americano que eu adoro The Knot . Espero que possa servir de inspiração!















Aí embaixo são as minhas tão sonhadas caixinhas de mdf forradas de tecido floral, feitas por mim (ahá!), para um projeto especial do Casório que, por enquanto, não posso contar detalhes para não estragar a surpresa!


Queria todas as caixas do mundo!!